segunda-feira, 23 de junho de 2008

Quando havia a Costa do Sol

A T., do Dias que Voam, postou uma magnífica prancha dos «Ecos da Semana» do Carlos Botelho, no mítico Sempre Fixe. Já lha pirateei para o acervo da Caverna.

10 comentários:

Mandillo disse...

Tem toda a razão. Quando "havia" costa do sol...agora é a costa do betão.
Doi!

Mandillo disse...

Um abraço amigo....

PS: já o tinha descoberto há algum tempo, só agora, resolvi escrever-lhe.

Ana Mandillo

RAA disse...

Pois dói!
Obrigado pela visita. Vou retribuir.
Um abraço também.

T disse...

Isso não é pirataria:)
É troca de informação! Risos.
Abraços

Mandillo disse...

Sou mesmo eu sou; O CROMO!!!!
Gostei muito de receber notícias, virtuais suas. Quando vamos beber um chá?
Vivo em Colares.
Um abraço

RAA disse...

Ora bem, T!
Um abraço.

Quando quiser, Ana.
Até meados de Julho estou no Museu Ferreira de Castro. Depois, vou de férias.
Cromo?!... Só se for dos raros...
Um abraço.

T disse...

Mandei uma coisita de Cascais para o teu email:) Abraços!

Mandillo disse...

E que cromo! No Museu chamavam-me "A caderneta!....


Mais quelle heureuse rencontre!

Então até fins de Julho, dou um toque.

Abraço

Colares

RAA disse...

Esplêndido, Ana. Até breve.

Já vi, e agradeci, T. Obrigado outra vez.

T disse...

De nada!!!

 
Golf
Golf