sábado, 27 de dezembro de 2008

Uma tela e uma sinfonia para o «Cascais» de Garrett (1)

Publicado no Jornal da Costa do Sol, n.º 1550, Cascais, 22 de Janeiro de 1998.
Aos 47 anos, Almeida Garrett (1799-1854) viveu uma intensa relação amorosa com Rosa Montúfar Infante, mulher de Joaquim António Velez Barreiros (1803-1865), 1.º barão e 1.º visconde da Luz.
As cartas arrebatadas do poeta à musa, vinte anos mais nova, e o último livro Folhas Caídas (1853), trazem-nos o eco dessa paixão que teve por cenário não só os salões e os arrabaldes lisboetas, mas também estes sítios românticos dum Cascais ainda inóspito, entre o mar e a serra.
(continua)

4 comentários:

d.e. disse...

Fui ver às "Folhas Caídas", Livro Primeiro, poema XIX:

CASCAIS

"(...)
E os ventos despregados
Sopravam rijo na rama,
E os céus turvos, anuviados,
O mar que incessante brama...
Tudo ali era braveza
De selvagem natureza.
(...)"

A Caverna de Éolo!

RAA disse...

É mesmo. :)
um abraço!

Vieira Calado disse...

Desejo-lhe

Um BOM ANO de 2009

Um abraço

RAA disse...

Um bom ano para si também, caro Vieira Calado
Outro abraço.

 
Golf
Golf